15 de março de 2011

A comida no cinema


Depois de quase dois anos, finalmente comprei o meu filme preferido de culinária: "Julie & Julia". Adoramos a combinação "cinema & comida" e colecionamos alguns ótimos DVDs sobre o tema. São histórias muito gostosas de assistir, sempre sedutoras, envolvendo grandes personagens, casos de amor, relacionamentos familiares e quitutes deliciosos.

Foi em um dia de muita chuva que vi “Julie & Julia”, um dos destaques americanos da Mostra Internacional de Cinema em 2009. Estava ansiosa desde que tive a primeira notícia da produção. Adoro cozinhar e adoro Meryl Streep. Não precisava de mais nenhum motivo pra encarar o temporal e torcer pra conseguir um ingresso. O filme é baseado no livro de mesmo nome e traz Meryl Streep e Amy Adams no elenco. As atrizes que já trabalharam juntas em “Dúvida” encaram agora personagens completamente diferentes. Meryl, que estava de dar medo como uma madre superiora no último filme, está suave e engraçada como Julia Child, a chef de cozinha mais famosa dos Estados Unidos. Para se ter uma ideia da importância da cozinheira, pense em mitos como Ofélia ou Dona Benta pra nós brasileiros. Já Amy, que era uma doce freirinha em “Dúvida”, aqui encara o papel de uma mulher moderna, mas que adora pequenos prazeres domésticos. Prestes a completar 30 anos, a moça tem uma vidinha sem emoções e um emprego monótono e burocrático. Amy diverte com os ataques hilários de sua personagem na cozinha. Tenho certeza de que você já viveu algum bem parecido. Eu me vejo em várias cenas e fui identificada pela mãe e pelo marido, meus dois maiores cúmplices. Não chego ao limite como Julie, mas já protagonizei muitos escândalos na frente do fogão.

O filme se passa em Paris e Nova Iorque ao mesmo tempo. Nos anos 40, na França, mostra como Julia se tornou um mito na cozinha. Ela queria mesmo era um passatempo para ocupar os dias livres enquanto o marido estivesse trabalhando e resolveu investir na culinária por um motivo muito simples, adorava comer. Depois de muito esforço, Julia lançou o livro "Mastering the Art of French Cooking", que ensinou a culinária francesa para as americanas. E na Nova Iorque dos anos 2000, Julie precisava dar uma sacudida em sua vida "mais ou menos" e resolveu resgatar o livro de receitas de Julia, lançar o projeto de fazer 524 receitas, o livro inteirinho, em um ano e registrar a aventura em um blog.


Dirigido por Nora Ephron, "Julie &Julia" é ótimo, dinâmico, engraçado e também muito sensível ao retratar o cotidiano de mulheres de épocas tão diferentes e, ao mesmo tempo, tão parecidas. Afinal, a alma, os sonhos, os desejos femininos só mudam de endereço. E, depois do filme, dá vontade de agarrar o primeiro livro de culinária da estante e cair numa farra entre panelas, aromas e delícias.
Num dia de frio e chuva (pelo menos aqui) como hoje, una o útil ao agradável. Corra na locadora mais próxima, alugue "Julie & Julia", agarre um balde de pipoca e se jogue no sofá. Você vai adorar a experiência.
  

Um comentário:

  1. eu a única que te conhece15 de março de 2011 21:32

    Um dia alguém vai ver você, sua fotografia junto com suas receitas ou experiências em um livro que você vai escrever e todos irão ler e conhecer não através da internet ou de um blog, mas sim através de folhas escritas e publicadas em todas as livrarias. Hoje é sonho e amanhã será realidade.
    Vá em frente, não desista, mesmo que encontre pedras no caminho, elas servirão como estímulo de superação. (tudo que é facil não tem sabor de vitória). bjos.......

    ResponderExcluir